Cãs

A ideia do comedouro de cachorros Cãs surgiu com um pedido de um amigo que buscava algo especial para sua cachorra Ginga, e da convivência diária com Janis Joplin, Maria e Belka Mija, nossas filhas caninas e fiéis escudeiras. Essa é a minha homenagem aos nossos tão amados amigos caninos.

A ideia é que o comedouro seja uma representação da própria proprietária (ou proprietário) canino - no caso, a Ginga é preta com patinhas brancas, e por isso a coluna escura de Sucupira vai contrastando com os pés compostos por 3 tábuas de Ipê, com seu cerne escuro e claro coladas e atravessadas por espiga com cunha de Muirapiranga. No braço de água feito em Marfim foi usada a técnica Shou Sugi Ban de queima de madeira para buscar a variação de tonalidades escuro claro, com um aro em pinus encaixado para dar suporte à tigela maior, e encaixe furo-espiga na coluna de Sucupira com cunha em Muirapiranga. O braço de comida foi feito com técnica de colagem em curva de folhas naturais de Imbuia e Carvalho afixados em tacos de Peroba Rosa resgatados de demolição, e encaixe em rabo de andorinha na coluna. O detalhe da "coleira"em Muirapiranga desse doguinho de madeira inspira a lealdade desses anjinhos aos seus companheiros humanos. A cabeça esculpida em formato de gancho na parte de cima foi pensada pra pendurar a coleira do au au.